bienvenidas y bienvenidos a

Biodiversidad en América Latina y El Caribe

Link de este artículo: http://www.biodiversidadla.org/Menu_Derecha/Prensa/Membros_do_Greenpeace_destroem_plantacao_de_transgenicos_na_Australia
Autor Guilherme Ribeiro Idioma Portugués Pais Oceanía Publicado 19 julio 2011 09:44

Membros do Greenpeace destroem plantação de transgênicos na Austrália

| Más

Em um protesto contra a adoção desenfreada de produtos transgênicos no campo e na mesa da população mundial, membros do Greenpeace destruíram nesta quinta (14) plantações experimentais de trigo geneticamente modificado na Austrália

De acordo com a imprensa australiana, os ativistas ocuparam a estação da Organização para a Pesquisa Industrial e Científica da Comunidade da Austrália (CSIRO), em Ginninderra, e destruíram toda a colheita do trigo transgênico, que ocupava meio hectare do terreno da organização.

A manifestação veio em resposta à recusa da CSIRO em abrir as informações sobre experimentos recentes que utilizaram humanos como cobaias. As manifestações do Greenpeace também revelam a preocupação do grupo quanto ao risco que este tipo de alimento representa para a saúde e a insatisfação com o cunho mercadológico das experimentações.

"A única razão pela qual a CSIRO cultivou este trigo é porque foi comprado por companhias estrangeiras", disse uma ativista do Greenpeace, Laura Kelly, que, falando à imprensa australiana, exigiu transparência da entidade sobre suposto financiamento por parte de empresas multinacionais.

Se o propósito era prejudicar o futuro dos transgênicos, ele foi atingido. De acordo com a Corporação de Desenvolvimento e Pesquisa de Cereais (GRDC), o ataque pode atrasar o projeto da CSIRO em mais de um ano. Apesar das suspeitas mercadológicas, a organização alegou que desenvolvia o trigo apenas para combater a obesidade, o diabetes e o câncer de intestino.

Mtv, Internet, 14-7-11


¡Comente este artículo!

| 1999-2018 Biodiversidad