bienvenidas y bienvenidos a

Biodiversidad en América Latina y El Caribe

Link de este artículo: http://www.biodiversidadla.org/Principal/Secciones/Noticias/Brasil_MST_leva_80_toneladas_de_alimentos_a_populacao_de_Salvador
Autor MST - Brasil Idioma Portugués Pais Brasil Publicado 13 junio 2017 10:48

Brasil: MST leva 80 toneladas de alimentos à população de Salvador

| Más

Além da diversidade de alimentos, 3ª Feira Estadual da Reforma Agrária teve espaços de debate e recebeu um público de 30 mil pessoas."De 8 a 10 de junho, foram mais de 80 toneladas de alimentos vendidos para cerca de 30 mil trabalhadores soteropolitanos, que levaram para casa uma diversidade de alimentos saudáveis produzidos pelos trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra de dez regiões da Bahia".

Alimentar é um ato político. Essa afirmação norteou os três dias da 3º Feira Estadual da Reforma Agrária que o MST realizou na Praça da Piedade, no centro de Salvador.

De 8 a 10 de junho, foram mais de 80 toneladas de alimentos vendidos para cerca de 30 mil trabalhadores soteropolitanos, que levaram para casa uma diversidade de alimentos saudáveis produzidos pelos trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra de dez regiões da Bahia.

Nesse sentido, a feira cumpriu o objetivo de ampliar o diálogo com a população sobre a Reforma Agrária Popular, a produção de alimentos saudáveis, e além disso, denunciou o atual momento político de golpe e crise que vive o Brasil.

Ao avaliar o seu processo de construção e os resultados, a direção do MST destaca que conseguiu aglutinar muitas pessoas e construir um ambiente importante para trabalhar a questão da formação política dos trabalhadores com várias mesas temáticas e atividades culturais.

Esses espaços abordaram temas diversos que provocaram reflexões sobre a concepção e a luta em torno da educação popular, o atual cenário político que vive o Brasil, tendo como plano de fundo a Reforma Agrária Popular e os desafios que estão colocados para classe trabalhadora nesse contexto.

Com um sorriso no rosto, Lucinéia Durães, da Direção Estadual do MST, comemorou os resultados da feira. “Mostramos que a Reforma Agrária dá certo, estando presente na mesa de todos e todas. O que fizemos na feira é aquilo que já realizamos em nossos assentamentos e acampamentos: festejar o fruto da terra compartilhada”.

“Nossa feira é resultado da terra livre e com terra livre muitas feiras da Reforma Agrária estarão presentes em Salvador e em todo Brasil”, destaca Durães.

- Editado por Leonardo Fernandes.

- Foto por Gabriela Barros.

Fonte: MST - Brasil


¡Comente este artículo!

| 1999-2017 Biodiversidad