Brasil

Foto: Pedro Biondi/Repórter Brasil

Após intensa campanha de fabricantes de agrotóxicos e de produtores rurais, votação acirrada dentro da agência confirma o banimento do agrotóxico letal. Retirada do produto do mercado deve ocorrer no dia 22 de setembro.

A pesar de lobby pelo agrotóxico, Anvisa mantém proibição do paraquate

Foto: Gabriel Bicho

A semana: Plantemos a Resistência: Contra o Genocídio e os Despejos – que faz parte do Plano Nacional Plantar Árvores e Produzir Alimentos Saudáveis, lançado pelo MST no início do ano de 2019 – é uma resposta ao desmatamento recorde, às queimadas que assolam o país e à política exercida pelo governo Bolsonaro.

MST realiza jornada nacional de plantio de árvores em todo o Brasil

Foto: EcoDebate

Este ano, o incêndio está mais forte do que nunca no Pantanal, no oeste do Brasil. O mar de chamas já ‘devorou’ vários milhares de quilômetros quadrados da maior zona úmida do mundo.

Mudanças climáticas e agronegócio brasileiro ameaçam maior área alagada do mundo

Los problemas del Acuerdo Mercosur – UE en debate

A finales de junio de 2019, se cerraron negociaciones para el acuerdo entre el Mercosur y la Unión Europea tras más de 20 años de negociaciones. Una investigación realizada por Adhemar Mineiro para la Red Brasileña Para la Integración de los Pueblos (REBRIP), con apoyo de la organización alemana Pan Para el Mundo (Brot Für Die Welt), señala aspectos que permiten calificar este acuerdo como «neo-colonial».

Los problemas del Acuerdo Mercosur – UE en debate

Indígenas Apinajé, Krahô, Xerente, Canela e Avá Canoeiro no encontro (Edson Prudencio/ APA-TO)

No sétimo artigo da série “Os saberes dos Povos do Cerrado e a biodiversidade”, vamos conhecer um pouco mais os povos indígenas, herdeiros de saberes ancestrais que, ao longo de milênios, manejaram e multiplicaram a biodiversidade do Cerrado. Esses caminhantes de chapadas e rios, guardiões de sementes, são cuidadores de roças diversas, caçadores, pescadores e guerreiros. Combinam técnica e exímio manejo do mundo da natureza que convivem e onde vivem, praticando o agroextrativismo de frutas nativas e plantas medicinais, bem como outros tantos elementos que conjugam na feitura de artesanatos.

Povos Indígenas do Cerrado: cultivando r-existências diversas

Foto: Wikipedia

O Rio Grande do Sul tem cerca de 490 mil colmeias de abelha que, além de produzir o mel para a alimentação de muitas famílias brasileiras, servem como fonte de renda para mais de 37 mil apicultores gaúchos. Porém, nas últimas semanas, os produtores têm relatado a morte precoce desses animais.

Morte precoce de abelhas preocupa apicultores de todo o RS

Mulheres Guardiãs da Agrobiodiversidade no Paraná: renda, sementes e solidariedade em tempos de pandemia

A Rede Sementes da Agroecologia (ReSA), criada em 2015, no Paraná, envolve 25 organizações, dentre: movimentos sociais, sindicatos, cooperativas, ONGs e órgão públicos, além de professoras/es, estudantes, Guardiãs e Guardiões de sementes. Ela foi constituída e se desenvolve como espaço de troca de saberes, de articulação política e de ações voltadas à produção, à multiplicação e à preservação de sementes crioulas. 

Mulheres Guardiãs da Agrobiodiversidade no Paraná: renda, sementes e solidariedade em tempos de pandemia

Por AS-PTA
Incêndios florestais entre Miranda e Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul: destruição de raras proporções. Crédito: Chico Ribeiro/Governo do Mato Grosso

Em apenas oito meses de 2020, o Pantanal registrou o equivalente às queimadas sofridas nos últimos seis anos. Os números são assustadores: entre janeiro e agosto, 10.153 focos foram identificados no bioma, número que supera a soma dos focos registrados entre 2014 e 2019 (10.048). O “Estadão” destacou o dado a partir de informações do Inpe.

Queimadas de 2020 equivalem à destruição dos últimos 6 anos