Fabiano Maisonnave

Brasil: As ameaças sombrias de Bolsonaro para o meio ambiente

O Brasil fora do Acordo de Paris. Fim do Ministério do Meio Ambiente. Uma estrada pavimentada cortando a Amazônia. Não apenas isso. Terras Indígenas abertas à mineração. Execução e licenciamento ambiental flexibilizado. ONGs internacionais, como o Greenpeace e o WWF, banidas do País. Uma forte aliança com o lobby da carne. Em suma, é isso que Jair Bolsonaro (PSL), que está navegando em direção à presidência do Brasil depois de obter 46% dos votos no primeiro turno no domingo, prometeu para o meio ambiente.

Brasil: As ameaças sombrias de Bolsonaro para o meio ambiente

Ganadería industrial

“O fundo de pensão da Noruega investe mais dinheiro em empresas que destroem florestas tropicais do que o dinheiro que o país usa para salvar essas florestas”, afirma o analista sênior Vemund Olsen.

Mecenas da Amazônia, Noruega investe em frigoríficos no Brasil

capabangladesh

A Environmental Justice Foundation produziu um relato sobre como as pessoas de Bangladesh já sofrem com os impactos do aquecimento global e destaca a importância de reconhecer o problema dos migrantes climáticos.

O lado humano das mudanças climáticas

Do direito a viver sob os princípios do "sumak kawsay" ao controle da "órbita sincrônica geostacionária", a Carta equatoriana tem chamado a atenção por termos pouco comuns em textos constitucionais

Constituição equatoriana celebra a Pacha Mama