bienvenidas y bienvenidos a

Biodiversidad en América Latina y El Caribe

Link de este artículo: http://www.biodiversidadla.org/Principal/Secciones/Noticias/Brasil_Resistencia_camponesa_no_Brejo_Paraibano
Autor MPA Idioma Portugués Pais Brasil Publicado 1 septiembre 2017 14:32

Brasil: Resistência camponesa no Brejo Paraibano

| Más

"O objetivo é levar a mensagem do nosso Movimento aos camponeses e camponesas desta região que tem sua produção centrada no cultivo de frutas, verduras e na avicultura".

Depois de um dia intenso de atividades com jovens camponeses, alguns integrantes da Caravana Nacional de Luta Camponesa do MPA “Clodomir de Morais” descansam na casa do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o SCFV, no município de Matinhas, na região do brejo paraibano. Outros integrantes foram às comunidades Cachoeira de Pedra D’agua e Cosmo da Rocha, também de Matinhas. Entre os objetivos estão conhecer a realidade de um município de pouco mais de 4 mil habitantes, sendo que cerca de 76% são camponeses. Durante os dias 29, 30, 31 de agosto e 1º de setembro o MPA irá realizar ações do Mutirão da Esperança Camponesa.

Desde que a Caravana chegou à região do brejo paraibano seus integrantes têm atuado junto à militância regional na agenda do Mutirão. Quatro comunidades já tiveram a programação completa do evento que leva a mensagem de esperança para a Classe Camponesa. Sendo elas, as comunidades de Bacupari e Boa Esperança em Alagoa Nova, e, no município de Areia, o Assentamento Mãe Luiza e a Comunidade de Lagoa do Barro. Nestes municípios também foram visitadas as comunidades de Onorato, em Alagoa Nova; Mangabinha, o Distrito de Sepilho e o Quilombo Senhor do Bomfim em Areia.

Somando Matinhas, são sete os municípios já percorridos para a realização de eventos do Mutirão na região. No município de Alagoa Grande, o quilombo Caiana dos Crioulos foi visitado. Em Bananeiras foram visitados os assentamentos de São Domingos e Santa Vitória, a comunidade de Nossa Senhora das Graças, Gamelas, Jaracatiá e o Distrito de Tabuleiro. O Assentamento Santa Terezinha no município de Alagoinha e o Assentamento São Francisco II em Pilões também foram comunidades visitadas. Está programado para esta semana, ainda, visitas em mais duas comunidades de Matinhas, Câmara e Gravata, simultaneamente.

O objetivo é levar a mensagem do nosso Movimento aos camponeses e camponesas desta região que tem sua produção centrada no cultivo de frutas, verduras e na avicultura.

Entre as ações que o Mutirão tem desenvolvido e será desenvolvendo, estão os animados cortejos, debates a cerca das sementes crioulas e os desafios para a Soberania Alimentar dos povos, oficinas de artesanato e ervas medicinal, cirandas e noites culturais embaladas a forró. Além, de oficinas de teatro e batucada para públicos de adolescentes e jovens sob a linha do horizonte da agitação e propaganda, e ainda, conversas sobre a importância da permanência destes mesmos jovens no campo.

“Os camponeses na Paraíba sofrem muito com a seca, mas, desenvolvem suas propriedades o poli cultivo como forma de produção e geração de renda no campo. A ausência de politicas públicas que ajudem no desenvolvimento e a falta de segurança no campo são os principais fatores para expulsa-los do campo. Um dos principais problemas ainda são os atravessadores que lucram em cima do camponês, ai a importância do MPA em organizar esses camponeses e camponesas para incentivar a continuidade do modelo agroecológico de produção e a venda direta como forma de garantir ao camponês o resultado justo de seu trabalho,” destaca o Thiago Aquino, dirigente do Movimento na Paraíba.

Além das visitas às comunidades, a Caravana apresentou-se na feira em Alagoa Nova com a peça ‘O Massacre da Previdência’ sobre os desmontes que afetarão o futuro da aposentadoria. E, ainda, recebeu na sede da Associação Cultural e Agrícola de Jovens Ambientalistas de Alagoa Nova (ACAJAMAN) na última sexta-feira, 25, junto do Grupo de Mulheres da Terceira Idade “Sempre Vivas de Campina Grande”, alunos do ensino médio do município de Carserengue. A Caravana segue pelo Brasil levando muita mística e animação para pequenos agricultores paraibanos que ensinam, em suas praticas diárias, a força da resistência camponesa.

Fonte e fotos: Movimento dos Pequeños Agricultores (MPA)


¡Comente este artículo!

| 1999-2017 Biodiversidad