MAB

3 anos de lama, 3 anos de luta: a marcha que marcou três anos de injustiça e descaso após o derramamento e rejeitos no Rio Doce

A cada ano que passa, as marcas do crime do dia 5 de novembro de 2015 no Rio Doce ficam mais evidentes. Os mais de 50 milhões de m³ de rejeitos de minério derramados nas águas chegaram como um tsunami, devastando tudo o que encontrava no caminho, matando dezenove pessoas e acabando com o modo de vida ribeirinho.

3 anos de lama, 3 anos de luta: a marcha que marcou três anos de injustiça e descaso após o derramamento e rejeitos no Rio Doce

Por MAB
Atingidos pela Samarco se mobilizam para garantir direitos em MG

Famílias se reúnem para denunciar os desmandos da Renova, exigir imediata contratação das assessorias técnicas independentes e motivar as lutas na data dos 3 anos do crime.

Atingidos pela Samarco se mobilizam para garantir direitos em MG

Por MAB
brasil

El 7 de setembro de 2018, saímos mais uma vez às ruas de todo o país. O 24º Grito dos Excluídos vem denunciar que a independência não está completa. Que faltam direitos aos à grande maioria do povo brasileiro, excluídos da dignidade e da justiça social.

Brasil: MAB participa do Grito dos Excluídos em todo o país

Por MAB
Petróleo

"O MAB orienta a toda sua militância e atingidas (os) por barragens do Brasil a participar de forma ativa deste momento conjuntural em diálogo com os setores populares que aderiram à greve, no sentido de fazer com que a luta pela redução do preço dos combustíveis se amplie e se some a luta por democracia, soberania e na construção de um país mais justo e fraterno".

Brasil: Posicionamento do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) sobre a greve dos caminhoneiros

Por MAB
Brasil

A jornada de lutas de 2018 terá como foco a reivindicação dos direitos dos atingidos, a resistência contra as privatizações da água e energia e a soberania nacional como principal pauta.

Contra a privatização da água, atingidos por barragens se mobilizam em todo Brasil

Por MAB
mab

"Neste grande Encontro Nacional constatamos que existe uma ofensiva conservadora, dirigida pelo imperialismo, que neste momento de crise do capitalismo quer ampliar a exploração sobre os trabalhadores, se apropriar das bases naturais (água, petróleo, minérios, terra e biodiversidade), privatizar as empresas públicas e submeter as estruturas do Estado aos seus interesses. Todas essas medidas pioram as condições de vida do povo. Para superar as dificuldades desse momento histórico, o MAB se propõe a enfrentar os seguintes desafios."

Brasil: Ideias centrais do Oitavo Encontro Nacional do MAB

Por MAB
MAB

Durante os dias 1 a 5 de outubro, o Rio de Janeiro (RJ) receberá o 8º Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Com o lema “Água e energia com soberania, distribuição da riqueza e controle popular”, reunirá cerca de 4 mil pessoas de todas as regiões do Brasil.

Brasil: No Rio de Janeiro, encontro reunirá 4 mil atingidos por barragens

Por MAB
Criminalización de la protesta social / Derechos humanos

Estamos vivendo um cenário de retrocessos nos direitos do país. Um dos ataques frontais é aos direitos dos povos indígenas e comunidades quilombolas, como por exemplo o relatório final da CPI da Funai/Incra que apresenta um claro conteúdo de criminalização das lideranças desses movimentos, bem como suas organizações e aliados.

Brasil: Nota do MAB em solidariedade às/aos militantes criminalizados por defenderem os direitos humanos

Por MAB