Brasil

Caminhos para a cultura do Bem Viver

Caminhos para a cultura do Bem Viver é um texto elaborado a partir de live, e conversas de preparação, com Ailton Krenak realizada na Semana do Bem Viver da Escola Parque do Rio de Janeiro, no dia 17 de junho de 2020, com o título O Bem Viver e o sentido da natureza, mediada por Bruno Maia e Nina Arouca.

Caminhos para a cultura do Bem Viver

Foto: Anahi Fros

A Frente Cidadã Contra os Agrotóxicos promoveu, na manhã desta terça-feira (15), uma série de ações no centro de Porto Alegre para denunciar mais uma tentativa do governo Eduardo Leite (PSDB) de modificar a Lei dos Agrotóxicos do Rio Grande do Sul. Foram realizados atos em frente ao Palácio Piratini, da Assembleia Legislativa e no Viaduto da Borges de Medeiros para alertar a população sobre os riscos representados pelo Projeto de Lei 260/2020, que tramita em regime de urgência na Assembleia.

Ação de rua denuncia projeto de Eduardo Leite para liberar novos agrotóxicos no RS

Por Sul21
Foto: Amazônia Real

Uma das principais líderes do agronegócio e protagonista histórica de agendas antiambientais, a senadora Kátia Abreu (PP-TO) será a relatora do Projeto de Lei (PL) que altera as regras do licenciamento ambiental no País. O PL, que agora terá o número de 2159, foi aprovado em 13 de maio na Câmara dos Deputados. A indicação de Kátia Abreu foi confirmada nesta segunda-feira (14), no site do Senado.

Kátia Abreu será relatora do PL de flexibilização do licenciamento ambiental

Foto de El Universal.

"A Amazônia é um patrimônio que seus povos legaram a todo o planeta e à humanidade. A civilização eeuurocêntrica que se impôs colonialmente ao mundo e se vê, hoje, em caos sistêmico, inclusive com seu padrão de poder e de saber (Aníbal Quijano) que acreditou dominar a natureza (sic), deve ser capaz de respeitar essas outras matrizes de conhecimento com suas outras razões e modos de ser, com suas outras matrizes de racionalidades, e respeitar a máxima deixada por Chico Mendes: não à defesa da floresta sem os povos da floresta".

Amazônia: os povos da floresta e o econegócio

Comisión técnica de bioseguridad en Brasil evalúa aprobación de trigo transgénico HB4

En Brasil se discute la aprobación del consumo de trigo transgénico. 

Comisión técnica de bioseguridad en Brasil evalúa aprobación de trigo transgénico HB4

Por TeleSUR
Foto: O Eco

Com base em dados coletados em campo, pesquisadores do Inpe mostram que vegetações de pequeno e médio portes sofrem mais nos primeiros anos após o fogo, mas o impacto na vegetação como um todo pode durar décadas. Estoque de carbono diminui em média 12,8% na área queimada.

Incêndio em área úmida da Amazônia provoca perda de 27% das árvores em até três anos, aponta estudo

Vista aérea do Parque Nacional do Pantanal matogrossense e Rio Paraguai na divisa do Mato Grosso com o Mato Grosso do Sul. Águas que carregam o veneno da soja plantada quilômetros ao norte. Foto: Andre Dib para o Intercept Brasi

O anzol que Lourenço Pereira Leite joga nas águas do rio Paraguai volta cada vez com menos pintados, cacharas e pacus, peixes que são o sustento de sua família há várias gerações. Nenhuma das habilidades que ele aprendeu vendo o pai e o avô pescando no Pantanal tem servido para evitar que embalagens de agrotóxico caiam em suas armadilhas, ao invés dos pescados. “Isso vem da cabeceira do rio, porque aqui próximo não tem plantação tão grande”, intui o pescador.

Livre da soja, pantanal está ameaçado por agrotóxicos que chegam pelos rios

"A sociedade “científica” discute à portas fechadas possível liberação de um trigo geneticamente modificado, já autorizado na Argentina de forma condicionada à sua licença de importação e consumo, pelo Brasil" - Reprodução

"Seja como for, tanto no caso do trigo GM como no das máscaras, observamos avanço/primazia de interesses individuais sobre coletivos, com as instituições perdendo credibilidade e a democracia crescentemente ameaçada".

As máscaras, o trigo, a boiada